17 agosto 2011

Não sinto você

...e nem queria voar...

Não sinto você.

Estou voando, e nem queria voar...

agora é sempre desse modo:

estou triste,

cada vez mais,

como na primeira vez.

Não consigo entender...

Não sinto você.

Quando te vejo,

me aflijo,

tento entrar

seu abismo,

não enxergo nada.

Odeio essa vontade infantil de chorar

Não sinto você.

Escurece, tudo gira

e me sinto tão perdida...

Tenho fé em coisas

prosaicas,

mas não acredito em você.

Não mesmo.

Não sinto você.

Talvez não acredite em mais nada...

Nem em mim.

Não consigo ver além do horizonte.

Estou fugindo.

Nó na garganta, não sei esperar.

Sei lá, sigo em frente?

Não sinto você.

Há outra coisa a fazer?

Estou esquecendo você.

Nenhum comentário: