08 maio 2009

Genética

Genética II

Falar de você
não é nunca fácil.
Antes de eu dizer,
você já sabe...
E antes que eu te amasse,
você já até me conhecia
É só nos teus olhos
castanhos
que vejo toda minha vida
É só no teu colo
brando
que encontro minha paz
Parece impossível, porém,
te amo cada vez mais,
sempre mais...
Amor desmedido, sem fim.
Eu sei que aquelas lágrimas
oportunamente tão cálidas
ainda rogam por mim...

Bruna Ross

5 comentários:

mineiroca disse...

:-)
Aguenta coração!!!

Adry disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adry disse...

ACHEI LINDA.


Stretto nel cuore

Sono un cane vagabondo,
giro per strada tutto il giorno
anche se mi danno da mangiare.
Io continuo a camminare e
su quel ciglio di strada torno
a riposare dove il mio padrone
mi disse di aspettare.
Ed io qui, negli anni son rimasto
ad aspettarti, tra la neve, il ghiaccio, le botte ed il coraggio, con il cuore a pezzettoni e le orecchie a penzoloni.
Ho persino pensato, “ma forse tu, mi hai, abbandonato?”
Ma subito il mio cuore questo
pensiero a scartato e sul ciglio
nuovamente son tornato e ti
ho ululato” Padrone, scusami se, non ti ho trovato ed ora con la morte me ne vado…
Io non ti ho mai scordato e stretto nel cuore ti ho portato, poiché di te sono innamorato e non ti ho mai abbandonato.

Naida Santacruz

Adry disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nádia disse...

gosto da maneira simples e bonita com que exprimes o que sentes amiga

beijinho enorme